Gravado em Feira de Santana, filme aborda violência sexual no seio da família - TV interativa #CHEGAJUNTO

Publicidade


Gravado em Feira de Santana, filme aborda violência sexual no seio da família

Share This
Gravado em Feira de Santana, filme aborda violência sexual no seio da família
Foto: Divulgação
Com a discussão sobre violência sexual no centro da história, o filme "Porque Eu Te Amei" teve a maior parte de suas cenas gravada em Feira de Santana. O cineasta Tiago Rocha, de 27 anos, explica que o objetivo era apresentar o município onde nasceu de uma forma que "ele nunca foi visto".

"Eu senti a necessidade de aproveitar esse cenário da criação e produção cultural na cidade e mostrar que tem algumas coisas que precisam ser melhoradas no centro de cultura", explica o diretor em entrevista ao Bahia Notícias.

Assim, ele divulgou o projeto e saiu em busca de atores da região. Como o preparador de elenco, Fernando Souza, é professor do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), o filme foi procurado por cerca de 120 profissionais que queriam integrar o elenco. Após dois processos seletivos, a produção chegou ao grupo de atores, em sua maioria jovens, que compõe o longa-metragem.

Entre eles, está a adolescente Yasmin Gonçalves, de 15 anos. Estudante do 1º ano do Ensino Médio, ela conta que o desejo de ser atriz vem da infância, mas sua experiência se resumia a duas peças de teatro, uma da escola e outra do Cuca.

Yasmin durante gravação | Foto: Divulgação

“Eu sempre quis ser atriz, desde pequenininha, tanto que nos trabalhos de escola eu sempre fazia isso. Agora, depois do filme, eu decidi que esse vai ser o meu trabalho principal”, comenta, animada com a oportunidade.

Sem revelar detalhes sobre a trama, Rocha conta que o filme parte de quatro histórias sobre quatro indivíduos que vivem uma experiência traumática. O ponto principal é justamente a violência sexual sofrida pela personagem de Yasmin, a menina Denise.

“Depois da tragédia, a vida da Denise desabou, ela parou de dormir direito, de comer direito, ela só sabia pensar naquilo. E tão novinha, ela não podia contar pra ninguém, pra mãe dela, pra os amigos…”, lamenta a atriz, acrescentando que Souza teve todo um cuidado ao trabalhar o assunto para evitar que ela sofresse qualquer trauma, mas, ao mesmo tempo, transmitisse a dor de uma mulher vítima de violência.

O diretor explica que, além de recorrer à Justiça, o caminho encontrado pelas personagens para superar esse conflito foi a fé. Deus se personifica como uma pessoa comum na trama e faz os indivíduos refletirem sobre o assunto.

A inspiração para esse texto nasceu a partir de uma peça, também dirigida por Rocha, sobre a mesma temática. Diante da receptividade do público, o diretor, então, decidiu ampliar a história para as telas de cinema.
Tiago Rocha é diretor e roteirista do filme | Foto: Divulgação

O filme foi aprovado no edital Procultura, mas como é comum em produções de baixo investimento, a equipe segue em busca de recursos para custear todos os gastos com a realização do longa-metragem.

"A maioria dos projetos é independente, nossa equipe faz bazar, vende almoço, dá workshops... A gente tem apoio pra o lanche, transporte, mas a gente nunca teve apoio de uma empresa grande", pontua Rocha. De acordo com ele, o filme custaria cerca de R$ 90 mil, mas eles garantiram toda a mão de obra de graça.

"Cinema é uma arte muito cara, você imagina que cada dia de locação a gente tem um gasto muito grande, por dia, de alimentar a transportar, o figurino, a maquiagem, então são muitas pessoas envolvidas nesse projeto", destaca o diretor.

Perto de finalizar as gravações, "Porque Eu Te Amei" tem previsão de ser lançado em dezembro deste ano. Parte do orçamento já foi destinada para esta etapa e deve garantir que o longa-metragem seja exibido em salas de Salvador e Feira de Santana. O diretor ambiciona ainda levar o filme para a cidade de Cachoeira e inscrevê-lo em festivais de cinema nacionais.

BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário