Violência: Jovem de 20 anos é assassinada pelo ex-companheiro. Suspeito é procurado - TV interativa #CHEGAJUNTO

Publicidade


Violência: Jovem de 20 anos é assassinada pelo ex-companheiro. Suspeito é procurado

Share This

Taiene dos Reis Souza foi abordada pelo ex-namorado, que teria passado de bicicleta, esfaqueado a jovem e fugido em seguida.

Edvado José de Souza, pai de Taiene Reis de SouzaUma jovem de 20 anos foi morta a facadas em Aracruz, Norte do Estado, na noite desta sexta-feira (30). O principal suspeito do crime é o ex-namorado dela. De acordo com à Polícia Militar, Taiene dos Reis Souza foi abordada pelo ex-namorado, na rua de casa, no bairro de Fátima, por volta de 22 horas. Ele teria passado de bicicleta, esfaqueado a jovem e fugido em seguida.

Taiene chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital São Camilo. No entanto, após sofrer várias paradas cardiorrespiratórias, a menina não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela levou duas facadas no tórax e uma no braço. De acordo com os amigos, Taiene havia terminado o namoro de dois anos e meio há uma semana. Desde então a jovem era vigiada e perseguida pelo ex. Uma amiga, que pediu para não ser identificada, contou que ela terminou o relacionamento por não suportar mais os ciúmes do namorado.

“Ele era muito ciumento, mesmo sem ela dar motivos. Ele estava sempre por perto, perseguia ela no trabalho, no almoço, nas saídas com as amigas. Partiu dela terminar porque ele era muito ciumento. Eles chegaram a dar um tempo, como ele não mudou, ela terminou”, afirma a amiga.

Taiene chegou a ser aconselhada pela amiga a dar queixas na polícia, o que não aconteceu. Na noite dessa sexta-feira (30), horas antes de ser morta, ela foi a uma pizzaria com as amigas. “Nessa semana em que eles ficaram separados, ele passou dias seguindo ela, depois sumiu. Falei para ela dar queixa na polícia, ela disse que ia, mas acabou não indo. Ontem (sexta) ela saiu com as amigas, na volta deixaram ela na esquina da rua. Ele esperou as amigas irem embora e esfaqueou ela pelas costas, bem perto da casa dela”, contou.

“Temia que isso acontecesse”, diz pai sobre namorado possessivo

Pai da jovem morta a facadas em Aracruz, Edvaldo José de Souza contou que o namorado de Taiene dos Reis Souza era possessivo e não aceitava o fim do relacionamento. “Ele tinha um ciúme doentio”, afirmou. Em entrevista à TV Gazeta, o pai da jovem contou que o casal havia terminado, mas a Taiene resolveu dar uma segunda chance ao rapaz confiando na promessa de que ele iria mudar, o que não aconteceu. “Ela nem podia sair com as amigas, ir ao shopping. Ele proibia”, revela.

Taiene foi esfaqueada quando chegava em casa, no bairro de Fátima. Ela havia saído para comer pizza com algumas amigas, que a acompanharam até a esquina de casa. Segundo a polícia, o ex-namorado de Taiane passou de bicicleta, a esfaqueou e fugiu em seguida. A jovem, de 20 anos, chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu no hospital. Edvaldo disse que temia que algo pudesse acontecer, por isso buscava a filha no trabalho à noite. “Eu já estava prevendo isso, que ele ia ficar perseguindo ela. Que fique de exemplo para as outras filhas, que os filhos escutem os conselhos dos pais”, disse.

Agora o pai da jovem diz que o desejo da família é por justiça. “Que as autoridades vão atrás e consigam pegá-lo para que ele pague pelo que fez com a minha filha. Essa dor eu sei que não vai passar. É só esperar a justiça mesmo”, disse. Segundo Edvaldo, a família da jovem via que o rapaz era agressivo. “Pela forma como ele tratava ela a gente notava. Dava conselhos, mas os filhos muitas vezes não aceitam os conselhos dos pais”, desabafou o pai. A morte de Taiene chocou os moradores de Aracruz. Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte e lembraram da alegria contagiante da jovem. “Difícil acreditar que sua vida foi interrompida dessa forma. Uma menina tão jovem, tão alegre, que contagiava a todos com sua energia boa e alegria”, disse uma amiga.

Fugitivo

O ex-namorado, que reside no bairro Bela Vista, ainda não foi localizado pela Polícia. Segundo a PM,o jovem já foi autuado por lesão corporal contra outra namorada. A Polícia Civil de Aracruz não deu informações sobre o caso. Informou apenas que segue sob investigação e até o momento, ninguém foi detido. Denúncias que colaborem com o trabalho da polícia podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181. O sigilo e anonimato são garantidos. As informações são do Blog do Marcelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário