Mundo: Vídeo ‘devastador’ mostra urso desnutrido lutando para sobreviver - TV interativa #CHEGAJUNTO

Publicidade


Mundo: Vídeo ‘devastador’ mostra urso desnutrido lutando para sobreviver

Share This
xcapture21.jpg.pagespeed.ic.qdhzB9Oc_b


O fotógrafo Paul Nicklen é um grande conhecedor dos ursos polares. Desde a infância, no norte do Canadá, ele já viu mais de 3 mil animais no ambiente selvagem, mas um dos últimos encontros, na Ilha de Baffin, o deixou chocado. O poderoso predador, que chega a pesar 450 quilos, mal conseguia se manter em pé. Desnutrido, ele tinha os ossos aparentes pela falta de alimentos. Para Nicklen, as imagens chocantes retratam o futuro da espécie caso as mudanças climáticas se aprofundem.

“É uma cena que devasta a alma que ainda me persegue, mas eu sei que precisamos compartilhar tanto o que é belo como o que parte o coração se quisermos quebrar as paredes da apatia”, escreveu Nicklen ao compartilhar o vídeo no Instagram. “ É assim que a fome se parece. Os músculos atrofiam. A energia acaba. É uma morte lenta e dolorosa”. 

As imagens foram feitas no meio do ano, durante o verão no Hemisfério Norte. Elas mostram o urso polar se agarrando à vida, com os pelos brancos ralos, cobrindo o seu corpo magro. As pernas traseiras se arrastam no caminhar até uma lata de lixo usada ocasionalmente por pescadores locais. Ele não encontra nada e, resignado, se deita no chão esperando a chegada da morte. Segundo Nicklen, o urso era um macho não idoso, que certamente morreu dias ou horas após o encontro. 

O vídeo foi publicado na semana passada no Instagram e foi visto mais de 1,4 milhão de vezes. A maioria dos internautas compartilha com a dor do animal, mas alguns questionam por que Nicklen não fez nada para ajudá-lo, além de registrar seu sofrimento. Em entrevista à “National Geographic”, o fotógrafo explicou que não havia nada que ele pudesse fazer, além disso, alimentar animais selvagens é crime no Canadá. 

— Claro que isso passou pela minha mente — contou o fotógrafo. — Mas eu não ando por aí com uma arma tranquilizadora e 200 quilos de carne de foca. 

No relato publicado no Instagram, Nicklen contou que ele e sua equipe documentaram o encontro às lágrimas, e que se nada for feito para conter o aquecimento do planeta esse será o destino de todos os 25 mil ursos polares existentes. 

“Não há solução paliativa. Não havia salvação para este urso. As pessoas acham que podemos colocar plataformas nos oceanos ou podemos alimentar ursos com fome. A simples verdade é que se a Terra continuar aquecendo, nós vamos perder os ursos e todo o ecossistema polar”, afirmou Nicklen. “Mas existem soluções. Nós devemos reduzir nossas pegadas de carbono, comer os alimentos certos, parar de derrubar florestas e começar a colocar a Terra, a nossa casa, em primeiro lugar”. 

Os ursos polares estão entre as espécies de grandes mamíferos mais ameaçadas pelo aquecimento global. Temperaturas mais altas e verões mais longos fazem com que os animais passem mais tempo em terra firme, por causa da redução das geleiras e icebergs. Mas em terra, eles não têm acesso à principal fonte de alimento e gordura: as focas e outros mamíferos da família. [O Globo] vídeo abaixo: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário